CPA – Faculdades Pequeno Príncipe

CPA

A CPA tem a função de coordenar e articular o processo interno de avaliação, bem como sistematizar e disponibilizar informações e dados. É composta por representantes de segmentos da comunidade acadêmica e da sociedade civil.

A Comissão Própria de Avaliação (CPA) da Faculdades Pequeno Príncipe foi constituída em julho de 2004, atendendo às orientações e princípios do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), instituído através da Lei n.º 10.861/2004, de 14 de abril de 2004.

O Sinaes engloba três modalidades de avaliação:

1) Avaliação das Instituições de Educação Superior (Avalies), dividida em suas duas etapas: autoavaliação, coordenada pela Comissão Própria de Avaliação (CPA), e avaliação externa, realizada pelas comissões designadas pelo MEC/INEP;
2) Avaliação dos Cursos de Graduação (ACG): visitas in loco de comissões externas; e
3) Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade): para iniciantes e concluintes, em amostras, com definição anual das áreas participantes.

A avaliação institucional tem o objetivo de aprimorar o planejamento estratégico e as gestões acadêmica e administrativa da instituição, uma vez que fornece elementos para uma constante reorientação das práticas adotadas.

Desde a criação da FPP, a autoavaliação funcionou como processo permanente, e foi o responsável por criar uma cultura interna de avaliação, visando a melhoria da qualidade dos serviços educacionais.

Dessa forma, o objetivo geral da avaliação interna tem como foco a melhoria contínua das atividades de ensino, pesquisa, extensão e gestão acadêmica e administrativa da instituição.

 

Atribuições da CPA:

I – elaborar e implementar o sistema de avaliação institucional da FPP;

II – elaborar o projeto de avaliação institucional;

III – assegurar o envolvimento da comunidade acadêmica na discussão do Projeto, implementação da avaliação e na análise dos resultados;

IV – criar condições para que a avaliação esteja integrada na dinâmica institucional assegurando a interlocução com segmentos e setores institucionais de interesse do processo avaliativo;

V – elaborar instrumentos avaliativos;

VI – coordenar a logística da aplicação de instrumentos;

VII – acompanhar o desenvolvimento do processo de avaliação nas dependências da FPP;

VIII – definir procedimentos de organização e de análise de dados;

IX – processar e analisar as informações coletadas;

X – encaminhar providências que assegurem o cumprimento de coletas, processamento, análise e divulgação de informações;

XI – elaborar relatórios parciais e final;

XII – apresentar sistematicamente análises de resultados e possíveis encaminhamentos à Direção da FPP;

XIII – elaborar relatórios solicitados pelo MEC, no âmbito do SINAES, considerando-se as diferentes dimensões institucionais expressas no Plano de Desenvolvimento Institucional e no Projeto Pedagógico Institucional.

 

Atualmente, fazem parte da Comissão os seguintes membros:

Coordenador: Prof. Hudson Prestes dos Santos

Vice-Coordenadora da CPA e Representante Corpo Docente de Psicologia: Profª Margareth Bertoli Grassani

Representante Corpo Docente de Biomedicina: Profª Adriane de Almeida Bavaroski

Representante Corpo Docente de Farmácia: Profª Lucia Amorim

Representante Corpo Docente de Enfermagem: Profª Andréia Lara Lopatko

Representante das Residências: Profª Noeli Hack

Representante dos cursos Lato Sensu: Eliane Rozados Fernandez Costa

Representante dos Alunos de Psicologia: Nara Ribeiro

Representante dos Alunos de Biomedicina: Lisley Macedo

Representante dos Alunos de Enfermagem: Gabriele Castro

Representante dos Alunos de Farmácia: Robson Camilotti

Representante dos Alunos de Medicina: Lucas Meyer

Representante Técnico- Administrativo: Paulo Henrique Machniewicz

Representante Comunicação: Cristiane Kiyone Hayashi

Representante Comunidade: Luiz Carlos Sokulski

Administrativo: Bianca Tatiane Araujo

A cada ciclo de avaliação, a CPA presta contas de suas atividades aos conselhos colegiados superiores, apresentando relatórios, pareceres e, eventualmente, recomendações. Busca, com esse processo, resultados que garantam a melhoria da qualidade acadêmica e o desenvolvimento institucional pela análise consciente das qualidades, problemas e desafios para o presente e o futuro.

Confira aqui os resultados de 2016!