Residência em Área Profissional Enfermagem em Saúde da Criança e do Adolescente – Faculdades Pequeno Príncipe

Residência em Área Profissional Enfermagem em Saúde da Criança e do Adolescente

Introdução

Desde o ano de 2012, a Faculdades Pequeno Príncipe conta com o Programa de Residência em Área Profissional Enfermagem em Saúde da Criança e do Adolescente. Tal programa permite que profissionais formados em Biomedicina, Farmácia e Psicologia façam residência dentro do Hospital Pequeno Príncipe e também nas Unidades de Saúde de Curitiba e região metropolitana.

Anualmente, o Programa abre um processo seletivo para preenchimento de 24 vagas.

 

INFORMAÇÕES:

(41) 3310-1503

fpp.edu.br

Avenida Iguaçu, 333 – Rebouças – Curitiba/PR – CEP: 80.230-020

 

Diferencial do Curso

Vivência nos cenários de prática em um Hospital Pediátrico de grande porte e na Rede de Atenção á Saúde. Ressalta-se o uso de metodologias problematizadoras abrangendo as competências essenciais à sua formação.

Público-Alvo

Enfermeiros.

Processo Seletivo

PROCESSO SELETIVO  DE VAGAS REMANESCENTES

EDITAL

Edital Complementar de vagas remanescentes
Edital de vagas remanescentes 


NÚMERO DE VAGAS:

09 vagas para enfermeiros

PROVA: 28/01/2018

 INÍCIO: março de 2018

PUBLICAÇÕES:

21/02/2018 – CONVOCAÇÃO PARA MATRÍCULA

21/02/2018 – CLASSIFICAÇÃO FINAL

19/02/2018 – CLASSIFICAÇÃO PRELIMINAR

19/02/2018 – RESULTADO FINAL DA AVALIAÇÃO DE CURRÍCULO E ENTREVISTA

15/02/2018 – RESULTADO PRELIMINAR DA AVALIAÇÃO DE CURRÍCULO E ENTREVISTA 

07/02/2018 –  CONVOCAÇÃO PARA ENTREVISTA – ENFERMAGEM

01/02/2018 – RESULTADO PRELIMINAR DA PROVA ESCRITA – ENFERMAGEM 

01/02/2018 – GABARITO DEFINITIVO ENFERMAGEM

29/01/2018 – GABARITO PRELIMINAR VAGAS REMANESCENTES – ENFERMAGEM 

17/01/2018 – HOMOLOGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES

15/01/2018 – RELAÇÃO PRÉVIA DE CANDIDATOS INSCRITOS

10/01/2018 – DIVULGAÇÃO DO RESULTADO DE SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO DE TAXA DE INSCRIÇÃO

 

PROCESSO SELETIVO

INSCRIÇÕES: Encerradas

 

EDITAL:

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2018

 

NÚMERO DE VAGAS:
24 vagas para enfermeiros

 

PROVA: 26/11/2017, das 9h às 12h


INÍCIO: março de 2018

 

PUBLICAÇÕES

20/12/2017 – EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA MATRÍCULA

20/12/2017 – RESULTADO DA CLASSIFICAÇÃO FINAL

15/12/2017 – CLASSIFICATÓRIA PRELIMINAR

15/12/2017 – RESULTADO DEFINITIVO ANÁLISE DE CURRÍCULO E ENTREVISTA

13/12/2017 – RESULTADO PRELIMINAR DA AVALIAÇÃO DE CURRÍCULO E ENTREVISTA

08/12/2017 – ENSALAMENTO DAS ENTREVISTAS

06/12/2017 – CONVOCAÇÃO PARA AVALIAÇÃO DO CURRÍCULO E ENTREVISTA

06/12/2017 –  RESULTADO DEFINITIVO DA PROVA ESCRITA

30/11/2017 – GABARITO DEFINITIVO

30/11/2017 – RESULTADO PRELIMINAR DA PROVA ESCRITA

27/11/2017 – GABARITO PRELIMINAR

09/11/2017 –  HOMOLOGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES

07/11/2017 – RESULTADO DE SOLICITAÇÃO DE ATENDIMENTO ESPECIAL

06/11/2017 – RELAÇÃO PRÉVIA DE CANDIDATOS INSCRITOS

23/10/2017 – SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO DE TAXA DE INSCRIÇÃO

 

NÚMERO DE VAGAS:
24 vagas para enfermeiros

 

PROVA: 26/11/2017, das 9h às 12h


INÍCIO: março de 2018

 

COORDENAÇÕES:

 

Profa. Me. Noeli Hack
Coordenadora da Comissão de Residência Multiprofissional – COREMU
Coordenadora do Programa de Residência em área Profissional Enfermagem
Faculdades Pequeno Príncipe

Profa. Dra. Rosiane Guetter Mello
Dr. Pesquisa e Pós-Graduação
Coordenadora do Programa de Residência Multiprofissional
Faculdades Pequeno Príncipe

Objetivos do Programa

OBJETIVO GERAL:

Desenvolver competências nos profissionais de nível superior da área de enfermagem, para atuação em sistemas e serviços públicos integrados em Rede, por meio da inserção em serviços de saúde de diferentes especificidades pediátricas, de modo que possam sensibilizar-se e dominar ferramentas para atuação profissional individual e coletiva, com integração da assistência ao ensino, pesquisa, extensão e gestão, promovendo a participação e o controle social, de acordo com os princípios do Sistema Único de Saúde.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

  • Promover a solução dos problemas de saúde, de forma transdisciplinar, intersetorial, atentos às questões biológicas, socioeconômicas, culturais, ecológicas;
  • Estabelecer vínculo com pacientes, famílias e comunidade pautado pelo respeito, ética e responsabilidade no cuidado à saúde, desenvolvendo uma prática humanizada e com excelência técnica multidisciplinar;
  • Articular o ensino e pesquisa pela construção de novos saberes voltados à melhoria da saúde das crianças e adolescentes e, portanto da qualidade de vida da sociedade;
  • Efetivar a articulação do ensino, assistência e pesquisa entre as diversas profissões envolvidas, nos cenários de atenção à saúde da criança e do adolescente.