FPP segue orientações do Ministério da Saúde com relação à doença – Faculdades Pequeno Príncipe

FPP segue orientações do Ministério da Saúde com relação à doença

Brasil registra 4.715 casos confirmados de coronavírus e 168 mortes

Atualizado no dia 31/03, às 14h27

Já são 4.715 o número de casos confirmados de Coronavírus no Brasil e 168 mortes, o balanço foi divulgado pelo Ministério da Saúde no dia 26 de março. Todos os estados têm casos e 13 apresentaram óbitos: AM, BA, CE, PE, PI, RN, RJ, SP, DF, GO, PR, SC e RS.

Levando em conta a gravidade deste cenário a FPP passou a adotar o Plano de Contingência Nacional para Infecção Humana pelo novo Coronavírus COVID-19. O plano divulgado pelo Ministério da Saúde é composto por três níveis de resposta: Alerta, Perigo Iminente e Emergência em Saúde Pública. Cada alerta é baseado na avaliação do risco da doença afetar o Brasil e seu impacto para a saúde pública.

O documento ainda alerta para questões importantes, como: transmissibilidade, propagação geográfica, gravidade clínica da doença, vulnerabilidade da população, vulnerabilidade da população, disponibilidade da população, disponibilidade de medidas preventivas e recomendações da Organização Mundial da Saúde.

 

Sobre o COVID-19

Com estrutura em formato de coroa, o Coravírus é o nome de uma grande família de vírus conhecida desde 1960, que causam infecções respiratórias e outras doenças. Descoberta no final de dezembro do ano passado, na China, a doença causada pelo novo Coranavírus recebeu o nome de COVID-19.

A doença já foi declarada pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS). De acordo com a Organização a classificação é dada em casos onde há a disseminação mundial de uma nova doença, o termo é utilizado quando uma epidemia se espalha por diferentes continentes com transmissão sustentada de pessoa para pessoa.

 

Fique atento aos sintomas

 

O que fazer em caso de suspeita

Se os seus sintomas de gripe ou resfriado estão leves, não procure as Unidades de Saúde e UPAs. Fique em casa por 14 dias para evitar a contaminação de outras pessoas. Faça repouso e siga as medidas de higiene para reduzir o risco aos seus familiares.

Já se os seus sintomas são respiratórios agudos (falta de ar ou febre por mais de 24 horas), ligue para (41) 3350-9000 ou procure uma Unidade de Saúde.

 

Fique atento às recomendações básicas

– Lavar as mãos com água e sabonete com frequência e utilizar álcool 70%, principalmente antes de consumir algum alimento, ou tocar na boca, nariz ou olhos;

– utilizar lenço descartável para higiene nasal;

– Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;

– Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas.

– Manter ambientes bem ventilados, evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença.

Fonte: Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba.

 

Confira como fazer a lavagem adequada das mãos: