Biotério

De fundamental importância para os trabalhos do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Aplicada à Saúde da Criança e do Adolescente, o biotério do Complexo Pequeno Príncipe, de acordo com o status sanitário, possui animais totalmente isentos de germes (camundongos imunodeprimidos, SCID) para fins específicos de pesquisa, por exemplo, para implante de tumores humanos e estudos de novas formas de tratamento do câncer pediátrico. O espaço conta ainda com animais convencionais (ratos Wistar) com microbiota indefinida, para pesquisas mais comuns.

Os animais para uso imediato são adquiridos no tamanho desejado (sem reprodução local) e a manutenção deles é livre de doenças infectocontagiosas. Apenas os camundongos SCID são reproduzidos e mantidos no biotério por exigirem condições de isolamento em salas padrão para tais procedimentos.