Notícias – Faculdades Pequeno Príncipe

Notícias

Seleção para Programas de Iniciação Científica da FPP

Vagas são destinadas aos cursos de Medicina, Psicologia, Farmácia e Biomedicina

A partir do dia 17/06 estarão abertas as inscrições para a seleção de alunos para dois Programas de Iniciação Científica da Faculdades Pequeno Príncipe.

As vagas são destinadas aos alunos dos cursos de Medicina, Psicologia, Farmácia e Biomedicina. O objetivo do Programa é proporcionar a inserção do aluno de graduação em atividades de pesquisa científica visando a construção de interações como o ambiente científico, por meio do desenvolvimento de projeto de pesquisa.

Um dos programas é destinado para o Grupo de Pesquisa de Biologia Molecular dos Erros Inatos da Imunidade. Os interessados neste Programa têm até o dia 19/06/2019 para realizar sua inscrição. Já para o Programa que irá elaborar uma revisão sistemática, com possibilidades de publicação em revista científica, o prazo para inscrição é até o dia 28/06. As inscrições para os Programas devem ser feitas na secretaria da FPP.

Para mais informações, confira o edital completo:

Edital N° 08/2019 – para estudantes de Medicina, Biomedicina e Farmácia.

Edital N° 09/2019 – para estudantes de Medicina e Psicologia.

FPP mantém as atividades no dia 14/06

A Faculdades Pequeno Príncipe informa que estão mantidas todas as atividades acadêmicas e administrativas desta sexta-feira, dia 14      de junho de 2019.

Atenciosamente,
Direção Geral.

Acadêmicos terão até o dia 15/06 para participar da avaliação

Alunos que participarem receberão quatro horas de atividades complementares

Ouvir os acadêmicos faz parte do processo de melhoria contínua proposto pela Faculdades Pequeno Príncipe, afinal ninguém melhor que os estudantes para indicar o que pode ser aperfeiçoado.

Para tanto, os alunos terão até o dia 15/06 para participar da Semana de Avaliação Institucional. A avaliação que começa hoje (10) poderá ser respondida diretamente no Sistema Acadêmico. Além disso, os alunos que participarem receberão quatro horas de atividades complementares.

Participe da Avaliação Institucional e colabore  para uma FPP cada vez melhor!

 

Saiba como será o Processo Seletivo Fies 2019/2

Inscrições começam no dia 25 de junho e vão até o dia 01 de julho

Já está disponível o Edital do processo seletivo Fies 2019/2. Para conferir o edital completo clique aqui.

As inscrições dos candidatos interessados em participar do processo seletivo referente ao segundo semestre de 2019 serão feitas exclusivamente pela internet, pelo site http://fies.mec.gov.br/, do dia 25 de junho de 2019 até às 23h59 do dia 01 de julho de 2019 (horário oficial de Brasília).

Já o resultado da pré-seleção será divulgado no dia 09 de julho de 2019. Os candidatos não pré-selecionados na chamada única constarão de lista de espera a ser utilizada para fins de preenchimento das vagas não ocupadas, observada a ordem de classificação nos termos do disposto no item 2 do edital. A pré-seleção dos candidatos participantes na lista de espera ocorrerá no período de 15 de julho até às 23h59 do dia 23 de agosto de 2019.

Audiência Pública debate os rumos da Biomedicina

Realizada na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), audiência teve a participação da coordenadora do curso de Biomedicina da FPP

Mais um importante passo em direção à valorização dos profissionais de biomedicina no Paraná foi dado. Durante Audiência Pública, na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), foi debatida a inclusão do cargo de biomédico no quadro de profissionais do estado.

Para a Coordenadora do curso de Biomedicina da Faculdades Pequeno Príncipe, Dra. Franciele Bona Vezeletti, a inclusão do biomédico é um momento histórico para a profissão. “Este é um importante marco para os Biomédicos do estado e para os futuros Biomédicos da FPP. Concorrer a cargos públicos é uma oportunidade aos profissionais”.

Alunos da FPP também participaram da discussão e tiveram um papel de destaque, como relata Franciele. “Tivemos uma importante participação dos alunos da FPP, estou muito orgulhosa dos profissionais biomédicos que iremos formar”, afirma.

A Audiência Pública ainda contou com a participação da presidente do Conselho Regional de Biomedicina (CRBM6), Dra. Janaína Naumann, de diversos profissionais da área, professores, acadêmicos e representantes de importantes universidades de Curitiba. Também participou o Deputado Ricardo Arruda (PSL), autor do projeto de lei que visa a alteração legislativa para a inclusão da função no funcionalismo estadual.

Hoje, 10 mil profissionais atuam no Paraná nas mais diversas áreas da saúde e 23 Instituições de Ensino possuem o curso de graduação. Vale ressaltar que a profissão trabalha essencialmente no apoio do diagnóstico, principalmente no diagnóstico laboratorial. Portanto a inclusão dos profissionais no quadro do funcionalismo estadual representa não apenas um avanço para a profissão, mas também a certeza de uma melhora significativa na saúde pública.

No ano do centenário, Pequeno Príncipe é acreditado com excelência

Profissionais comemoram o Nível 3 da Acreditação ONA – conceito máximo dessa importante certificação em saúde

Neste ano do centenário do Hospital, o Pequeno Príncipe tem mais um motivo para comemorar: a conquista do Nível 3 da Organização Nacional de Acreditação (ONA), a mais importante entidade brasileira certificadora de serviços de saúde. O certificado foi entregue oficialmente pelo presidente do Instituto de Planejamento e Pesquisa para Acreditação em Serviços de Saúde (IPASS), Benno Kreisel, na tarde desta segunda-feira, dia 27.

 Ser um hospital acreditado com excelência significa que a instituição se dedica para o cuidado centrado no paciente; aplica padrões voltados para a organização do serviço, definição e otimização dos fluxos internos, além da padronização de protocolos. Com a consolidação do Nível 3 da ONA, o Pequeno Príncipe passa a fazer parte do grupo de dez hospitais do Paraná considerados de excelência em gestão, qualidade na assistência e segurança aos pacientes e familiares.

“A persistência foi muito importante para chegarmos até aqui. Evoluir e melhorar continuamente exige bastante de cada um de nós. Quando atingimos determinados níveis, como foi o nosso caso, precisamos focar em evoluir ainda mais, pois os parâmetros de comparação também aumentam. Isso precisa estar em nossas mentes e também em nosso coração para continuarmos a oferecer a melhor qualidade e segurança aos nossos pacientes e familiares,” destacou o diretor corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro da Silva Carneiro.

A conquista da ONA 3 foi um processo que mobilizou todos os profissionais do Hospital, que se dedicaram e estiveram comprometidos em fazer o melhor. Esse certificado consolida um trabalho que iniciou em 2013 com o objetivo de resgatar o processo de qualidade na instituição e, assim, se preparar para essa importante certificação. Ao longo dos últimos seis anos, o Hospital aprimorou seus fluxos, readequou processos e incrementou indicadores de desempenho e qualidade.

Para a diretora executiva do Hospital, Ety Cristina Forte Carneiro esta conquista é um verdadeiro presente para a instituição neste ano do centenário. “É um reconhecimento que honra a história do Pequeno Príncipe e todos os profissionais que se dedicaram e se dedicam diariamente para fazer sempre mais e melhor pelas crianças e adolescentes”, destaca Ety Cristina. “Ao celebrarmos os 100 anos, temos a certeza de que os desafios são infinitos, assim como as oportunidades para sempre fazermos a diferença na vida de nossos pacientes e seus familiares”, finaliza.

 

Fonte: Hospital Pequeno Príncipe

1ª Semana LGBTQI+ da FPP é marcada por importantes debates

Evento reforçou o compromisso da FPP contra a homofobia e ainda contribuiu para a promoção do conhecimento acerca das necessidades desta população

Segundo dados divulgados pelo Grupo Gay da Bahia (GGB), Em 2018 foram registradas 420 mortes de LGBTQI+ no Brasil, o que significa que a cada 19 horas ocorreu uma morte. Esses números colocam o país na lista entre os que mais matam essa população.

Dados como este reforçam o quanto é importante que debates aprofundados sobre o tema sejam feitos a fim de diminuir as tragédias causadas pela homofobia. A 1ª Semana LGBTQI+ da FPP, realizada em parceria com os Centros Acadêmicos de Medicina, Maria Estrella (CAMME), e de Psicologia, Ety Forte (CAPEF), e a IFMSA-BRAZIL FPP, contribuiu para isto.

Na programação do evento, diversos debates foram realizados com o objetivo de promover o conhecimento acerca das necessidades específicas da população LGBTQI+, visando diminuir os estigmas dentro e fora da área da saúde e promovendo a formação de profissionais humanos e preocupados com o cuidado integral a todos.

Durante a Semana a Diretora de Extensão da FPP, Profª Me. Luiza Tatiana Forte, falou sobre o papel dos acadêmicos na luta contra a homofobia e outros preconceitos. “É preciso que existam políticas públicas específicas para esta e tantas outras parcelas da população. E quem pode mudar isso é quem está trabalhando com a população, portanto vocês tem essa capacidade. Nós temos voz, força, pensamento, competência e amor. E como diria Paulo Freire, amorosidade quer dizer diálogo. Então, vamos dialogar cada vez mais”, afirmou.

A 1ª Semana LGBTQI+ também foi marcada por um momento emocionante e reflexivo. Durante a Rainbowlight, velas foram acesas em homenagem às vítimas de crime de homofobia, e a cada vela acesa o nome de uma vítima era lembrando.

A FPP reforça a mensagem de que o amor e o respeito devem ser direito de todxs. “Se não for amor, que seja respeito”.

Evento em comemoração a Semana de Enfermagem debate os rumos da profissão

Secretária Municipal de Saúde e presidentes do Coren-Pr e Aben-Pr participaram do evento que teve na programação a realização de diversas conferências

Em comemoração ao Dia do Enfermeiro, celebrado no dia 12 de maio, a Faculdades Pequeno Príncipe realizou a 80ª Semana de Enfermagem e a II Semana Acadêmica de Enfermagem. A iniciativa, voltada aos acadêmicos do curso, trouxe discussões relevantes abordadas por profissionais da área, incluindo autoridades como a Secretária Municipal de Saúde, Enfermeira Márcia Cecília Huçulak, e as presidentes do Coren-Pr e ABEn Pr, Enfermeira Simone Aparecida Peruzzo e Enfermeira Denise Faucz Kletemberg.

Durante a abertura a Diretora Acadêmica, Profª Dra. Ivete Palmira Sanzon Zagonel, falou aos acadêmicos sobre o papel da FPP enquanto instituição. “Nosso compromisso é fortalecer o conceito, os preceitos, as implicações e desafios para que os futuros profissionais de enfermagem vivenciem no cotidiano acadêmico, possibilidades de diminuição das desigualdades sociais diante da heterogeneidade da população”.

Neste ano, a Semana de Enfermagem teve como tema “Os desafios da Enfermagem para a prática com equidade”, tópico que foi abordado durante conferência com a Secretária Municipal de Saúde. Márcia Cecília Huçulak também abordou a ampla possiblidade do trabalho do enfermeiro. “Nós, enfermeiros, já estamos em várias áreas de atuação na saúde. O profissional do futuro é ainda mais multi-função”, afirmou.

O empreendedorismo na enfermagem e a atuação da enfermagem em home care também foram abordados pelas convidadas Marly Gervásio Marton da Silva e Keity Althaus. Já a campanha mundial da Organização Mundial da Saúde (OMS): “Nursing Now: onde há enfermeiro, há vida” foi apresentada pela presidente do Coren-Pr, Simone Aparecida Peruzzo.  A campanha é uma grande ação internacional de empoderamento dos enfermeiros e tem como objetivo principal apresentar os profissionais da categoria como os verdadeiros protagonistas da saúde.

Entrega do primeiro jaleco

A 80ª Semana de Enfermagem, além de discutir temas relevantes, reservou um momento especial aos calouros da graduação de enfermagem da FPP. Alguns alunos do 1º período foram sorteados e receberem das mãos dos docentes seu primeiro jaleco branco.

Durante o discurso que encerrou o evento, a Profª Ivete Sanson Zagonel falou sobre o momento. “A todos os calouros que receberam seu primeiro jaleco simbolicamente, desejamos que ele represente a entrada na profissão de enfermagem com profissionalismo e que nunca descuidem de seguir os preceitos para alcançar a equidade no cuidado às pessoas”.

Também participaram do evento a Diretora Geral da FPP, Profª Dra. Patrícia Maria Forte Rauli, a Coordenadora do Curso de Enfermagem, Profª Me. Karin Ogradowski, a Coordenadora de Residência Multiprofissional, Profª Me. Noeli Hack, a Diretora de Enfermagem do Hospital Pequeno Príncipe, Junia Selma de Freitas e a banda da Polícia Militar do Paraná.

Conheça mais detalhes sobre o processo

Já estão abertas as inscrições para o Vestibular de Inverno FPP 2019, o período de inscrição vai até o dia 24 de maio. Neste momento também surgem muitas questões relacionadas às formas de ingresso na FPP, principalmente referente às transferências externas.

As solicitações de transferência externa para os cursos de Biomedicina, Farmácia, Enfermagem e Psicologia poderão ser feitas de 08 a 19 de julho. Já para o curso de Medicina, a FPP informa que não abrirá processo seletivo para o preenchimento de vagas remanescentes.

Lembramos que os processos seletivos são sempre divulgados pelo site, fique atento!

80ª Semana de Enfermagem será realizada na FPP

Evento terá a participação da Secretária Municipal de Saúde, Márcia Cecília Huçulak, e das presidentes do Coren-Pr e da Aben-Pr, Simone Aparecida Peruzzo e Márcia Cecília Huçulak

A Faculdades Pequeno Príncipe realiza na próxima segunda-feira, (13), a 80ª Semana Brasileira de Enfermagem e a II Semana Acadêmica de Enfermagem, com o tema “Os desafios da Enfermagem para a prática com equidade”. Na programação, diversas conferências irão debater assuntos pertinentes à profissão.

O evento contará com a participação de autoridades da área, como a Presidente do Conselho Regional de Enfermagem do Paraná (Coren-Pr), a Enfermeira Simone Aparecida Peruzzo, a Presidente da Associação Brasileira de Enfermagem no Paraná (Aben-Pr), a Enfermeira. Denise Faucz Kletemberg, e a Secretária Municipal de Saúde, Márcia Cecília Huçulak,  que falará durante uma das conferências sobre o tema: “Os desafios da gestão e da prática da Enfermagem para a promoção da equidade”.

A iniciativa tem como objetivo trazer a discussão da prática de enfermagem com equidade para a comunidade acadêmica da FPP, refinando o conhecimento neste assunto para impactar a assistência e reflexão enquanto futuros profissionais.

Para a Coordenadora do Curso de Enfermagem, Karin Ogradowski, este é o momento para que a comunidade acadêmica possa se reunir e discutir temas fundamentais. “Este é o momento de congregar o curso, reunir todos os alunos, os docentes e trazer temas da profissão para serem discutidos. Autoridades que participam também trazem a sua palavra, os estudantes passam a conhecer melhor as lideranças da enfermagem no Paraná. Portanto, este evento oportuniza que todos trabalham juntos”, afirma.